Primeiro título da época! Sporting Clube de Portugal conquista Taça da Liga. Ganhámos nos penaltis e



Uma entrada muito má no jogo, com um golo de Gonçalo Paciência sofrido logo nos instantes iniciais, e uns 45 minutos de muito fraco rendimento. O onze escalado por Jorge Jesus sentiu muito a ausência de Gelson Martins e não conseguiu nunca imprimir velocidade no último terço do terreno. Má primeira parte de praticamente toda a equipa com muito nervosismo, muitos passes falhados e acima de tudo muito pouca intensidade por parte de alguns jogadores.

Para a segunda parte o treinador Jorge Jesus não perdeu tempo e fez logo entrar Rodrigo Battaglia e Marco Acuña para os lugares dos desinspirados Bryan Ruiz e Rúben Ribeiro que passaram ao lado do jogo. A partir deste momento só deu Sporting apesar de o Vitória de Setúbal ter tido uma grande oportunidade para fazer o 2-0 que matava o jogo. Não aconteceu e acabámos por ser felizes graças a tecnologia do vídeo-arbitro que em boa hora foi introduzida no futebol e que o nosso grande presidente Bruno de Carvalho muito lutou para hoje ser uma realidade. Tem sido graças ao VAR que tem sido possível erradicar erros que eram sempre contra nós. Agora estamos mais protegidos porque uma má decisão, um erro grosseiro pode ser corrigido e antes não. Foi assim na meia-final e foi assim na final... Noutros anos já era... Errar era humano só que os "humanos" erravam sempre contra nós.

Chamado a marcar a grande penalidade assinalada pelo VAR, Bas Dost não tremeu e restabeleceu a igualdade aos 80 minutos. Até final o Sporting tentou virar o resultado, ficou claro que não pretendia ir para os penaltis e tentou carregar os vitorianos mas o placard já não se alterou.

À semelhança da última conquista (Taça de Portugal 2014/2015) a decisão fez-se através da marcação de grandes penalidades.


Todos os jogadores chamados a marcar não falharam (Bas Dost, Bruno Fernandes; Jérémy Mathieu, Sebastian Coates e William Carvalho) ao passo que o jogador que já tinha cometido o penalti que deu o 1-1 também foi infeliz na marcação e acertou na barra. Podstawski deve estar completamente de rastos após este jogo que ficará para sempre na sua memória. Desde já uma palavra de apreço para o promissor jogador formado na cantera portista, que não se deixe afectar e tenha uma boa e longa carreira. Força Podstawsi e

Viva o Sporting Clube de Portugal. A maior potência desportiva nacional

#SportingCP #TaçadaLiga #VitoriaSetubal

13 visualizações